Educação Física

Minha foto
Goiânia, Goiás, Brazil
Professor de Educação Física Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás. Especialista em Métodos e Técnicas de Ensino pela Universidade Salgado de Oliveira. Professor efetivo da Rede Municipal de Educação de Goiânia (2002-Atual). Atuou na Rede Estadual de Educação de Goiás como Professor efetivo e Técnico de Basquetebol (2004-2013). Cursando 8° Período de Engenharia Civil na Uni-Anhanguera Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3812780495033308

Como jogar punhobol (faustball ou fistball)

Punhobol

Origem histórica

O punhobol é praticado desde a idade média. As primeiras referências datam do século XVI, na Itália. No Brasil é jogado muito nos estados do sul, a referência mais antiga que se tem data no país é de 1911.
O Punhobol (Faustball ou Fistball) é um dos esportes mais antigos que conhecemos. É da mesma fonte de onde surgiu o tênis.

Encontramos relatos de até 2000 anos atrás sobre jogos semelhantes ao punhobol, mas documentado encontramos uma citação, no ano de 240 DC, do imperador romano Gordianus III (Marcvs Antonivs Gordianvs Sempronianvs).  
Em 1555 Antonio Scaino de Saló publica as primeiras regras do popular esporte italiano o "Trattato del Giuco con la Palla di Messer" (in Vinegia, organizado por Gabriel Giolito de' Ferrari et fratelli, MCLV).  
O poeta alemão Johann Wolfgang von Goethe escreveu no ano de 1786 em seu livro " Viagens pela Itália" o seguinte: "quatro cavalheiros de Verona batiam na bola com o punho contra quatro Vicentinos, praticavam este jogo entre eles durante todo o ano duas horas antes de anoitecer." 
O punhobol encontrou maior repercussão na Alemanha. Ali se joga de forma organizada desde 1893 e é parte do movimento ginástico alemão que teve seu início com o movimento dos trabalhadores em 1848. O primeiro campeonato alemão masculino se realizou no ano de1913 e o feminino em 1921 dentro da "Gymnaestrada Alemã". 
Especialmente os imigrantes germânicos trouxeram nas primeiras décadas do século 20 o punhobol para os países sulamericanos. No Brasil o punhobol é jogado principalmente nos estados do sul.
O punhobol (faustball, faustebol) é praticado desde a idade média. As primeiras referências datam do século XVI, na Itália.
Hoje a Alemanha (100.000) praticantes, a Áustria (30.000) e Suíça (10.000) são os países em que o punhobol é mais desenvolvido. Brasil, Itália, Argentina, Dinamarca, Uruguai, Checoslováquia, Chile, Paraguai e Namíbia são os países que participaram dos campeonatos continentais e mundiais.
No Brasil a referência mais antiga que se tem data de 1911, quando a Sogipa criou o seu Departamento de Punhobol. Hoje existem cerca de 5000 praticantes em nosso país, nas regiões em que houve maior influência da colonização alemã. No Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Estado do Rio de Janeiro (Nova Friburgo) se situam as cerca de 100 equipes que praticam este esporte entre nós.
Na história do Rio Grande do Sul, além de Porto Alegre, equipes de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, Santa Cruz, Vigia, São José do Hortêncio, Sapiranga e Hamburgo Velho participaram das competições.
Em Santa Catarina as equipes estão em Florianópolis, Joinville, Blumenau, Timbó, Indaial, Agrolândia, São Bento do Sul, Pomerode...
No Paraná, Curitiba e Ponta Grossa sempre se mantém as equipes em atividades.
As competições e campeonatos mundiais de seleções nacionais são realizados desde 1968. A Alemanha venceu 10 edições e o Brasil uma vez (1999), os vice-campeonatos cabendo a Áustria (5), Brasil (3), Suíça (2) e Alemanha (1).
Campeonatos Sul-Americanos de seleções nacionais são disputados desde 1961. Argentina venceu em 1961 e 1983, os demais títulos sendo conquistados pelo Brasil, inclusive na categoria juvenil (desde 1984), feminino adulto (desde 1987) e feminino juvenil (desde 1988)

OBJETIVO  DO JOGO


Cada equipe tem por objetivo rebater a bola sobre a rede (fita/corda) de maneira a impedir ou pelo menos dificultar a sua devolução pelo adversário. Uma jogada perdura até que uma equipe cometa um erro ou haja outro tipo de interrupção.
Cada erro cometido por uma equipe contabiliza um ponto positivo para a equipe adversária.

Vence o jogo a equipe que:

- num jogo por séries, vence 2 ou 3 séries ("sets"),
- num jogo por tempo, obtém o maior número de pontos.




A quadra:

Com 50 m de comprimento por 20 m de largura (sendo que da categoria mirim 40x20), tendo a linha dos 3 m onde é o local do saque.


O jogo:


Sua dinâmica como a do voleibol permite cada jogada dar três toques na bola, defesa, levantada e o ataque, porém cada toque a bola pode picar no chão e o jogador que defender esse não poderá encostar na bola mais outra vez na mesma jogada.

Pontos:


Se a bola pingar mais de uma vez no chão, se a bola pingar fora do campo, se acertar a fita com a bola ou qualquer parte do corpo, mão aberta no ataque, se a bola pegar em qualquer outra parte do corpo que não seja o braço.



Três passes, mas por jogadores diferentes: não se pode, como no volei, apoiar e receber a bola de volta.

 Antes de cada toque, a bola pode picar uma vez no chão.
 Jogam 5 de cada lado. No sistema brasileiro, formação em "U", é preciso muita atenção com a bola "curta".
 No sistema alemão, em "X", exige-se grande agilidade do jogador do meio.
 No minipunhobol, para crianças, jogam 5 em quadra de basquete, ou 4 em quadra de volei.

 FUNDAMENTOS DO PUNHOBOL

Saque

Após perder um ponto, uma equipe tem, no saque, uma boa oportunidade para recuperá-lo.

Assim como no tênis, também no punhobol o saque é uma arma muito poderosa. Um bom sacador pode desequilibrar um jogo.


Defesa



Assim como o goleiro do futebol, o defesa do punhobol necessita, antes de tudo, de muito arrojo.

E não basta que detenha a bola: ao lançar-se ao solo, precisa ter a preocupação de apoiar o ataque, para que se mantenha a pressão sobre o adversário.


Levantada


É o levantador que converte a jogada de defensiva em ofensiva. Da sua habilidade, do seu ritmo, da sua "garra" vai depender, em muito, o desempenho de toda a equipe.




Batida


O batedor do punhobol é o jogador especializado em atacar.



Além de buscar obter o ponto, precisa manter o adversário sob permanente pressão, sem permitir que se arme e contra-ataque.


VEJA O JOGO NO VÍDEO ABAIXO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário